Resenha: Depois de Auschwitz

“Eu estava viva, mas teria que reaprender a viver e a encontrar meu lugar em um mundo que muitas vezes não queria saber dos horrores que eu tinha presenciado”


            Acho que um dos assuntos que mais desperta o interesse dos públicos mais diversificados, é a Segunda Guerra Mundial. As atrocidades que ocorrerem naquela época são assunto que impressionam cada vez mais, com novos relatos e novas descobertas, só causa espanto e embasbaques.

“Como iríamos descobrir, o final da Guerra não foi o fim do preconceito. Longe disso”
           
O livro “Depois de Auschwitz – O emocionante relato da irmã de Anne Frank que sobreviveu ao Holocausto”(After Auschwitz – A Story of Heartbreak and Survival by the Stepsister of Anne Frank) foi publicado em 2013 pela Editora Universo dos Livros, com 301 páginas.



O livro é a autobiografia de Eva Schloss uma judia sobrevivente ao Holocausto. Sua narrativa relata o antes, o durante e o depois  da Guerra, de uma família, uma cultura, de nações e de uma menina. Que de inicio pouco entendeu porque não era mais convidada para os aniversários dos colegas, vivia com ambições comuns de qualquer garota de sua idade.  Mas que em seguida sofreu com a separação de sua família e teve seus sonhos adaptados para sua nova realidade, como com o tão esperado reencontro com seu pai e irmão.  Mas o livro se trata principalmente de como aos poucos a  Guerra e o horror desmantelaram uma à uma esperanças e sua fé na humanidade.


“De repente os agradáveis amigos de infância se foram. Perguntava-me agora quem eram essas novas pessoas. Os comerciantes simples, condutores de bonde e supervisores de obras que imaginei conhecer, estavam agora fazendo os judeus ajoelharem a seus pés”


É uma obra muito tocante, escrita de maneira simplista e sincera, os percalços de uma família desmembrada. Eva me fez ter novas percepções sobre o quão grande foi o impacto da Guerra e como os mais diversos setores foram impactados, como foi o ambíguo comércio de abrigos para judeus ou de judeus para nazistas. Como que o anti-semitismo não foi uma conseqüência da insanidade de Hitler, mas sim de uma nação devastada.




Aos olhos de um estudioso o holocausto já é de fazer qualquer um desacreditar no amor ao próximo, aos olhos de uma vítima é de acabar com as esperanças da bondade e compaixão da humanidade. Sendo um livro pesado, que nos comove e indigna com o tratamento dado para seres humanos POR SERER HUMANOS!

“... Fui levada para uma sala enorme com tubulações e chuveiros. Quando a porta foi fechada, todas nós começamos a tremer. Meu coração batia disparado, enquanto eu me perguntava se aquilo era mesmo um chuveiro.”

O livro é maravilhoso, mas antes de qualquer outra letra, ponto ou vírgula EVA NÃO É NEM NUNCA VAI SER A IRMÃ DA ANNE! Anne Frank – digo melhor seu diário -  foi um grande marco para a divulgação dos crimes hediondos desse período, contudo Anne teve uma única irmã, Margot, que morreu nos campos de concentração. Eva conheceu sim Anne, sua mãe no pós-guerra se aproximou de Otto Frank, pai de Anne, se reerguendo juntos e posteriormente casando, mas jamais conviveu os demais Frank como uma família.. afinal na época eram duas famílias inteiras e felizes...



 Tudo bem que pela fama do “Diário de Anne Frank”, a menção de ser uma bibliografia da irmã de Anne é uma bela jogada de marketing – ou um erro grotesco de tradução, pois Stepsister é como chamamos “Irmã de criação”, quando pais separados casam e ambos tem filhas de outros casamentos- , contudo o livro é incrível e poderia vir a ser um sucesso apenas por seus próprios méritos.

“Minhas experiências revelaram que as pessoas têm uma capacidade única para crueldade, brutalidade e completa indiferença aos sentimentos humanos.”


89 comentários

  1. Eu vi esse livro de relance na livraria e fiquei tipo ué???????? Mas ela não tinha uma irmã que morreu? Justamente oq vc disse. Que vacilo essa tradução :// meio que empobrece né? E eu gosto mto do Diário de Anne Frank, já li umas quantas vezes. Tô pensando em dar uma chance pra esse livro tb :-) Me interessou!

    Beijos
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      siiiiim super enganda né?! fiquei pensando em como margot deve estar se revirando no tumulo!
      Dê mesmo, o livro é de cortar o coração mas excelente!

      um beeeijo

      Excluir
  2. Ficou feio essa tradução, hein! Mancada ou estratégia da galera do Marketing rs Mas livros sobre o holocausto também despertam o meu interesse e eles sempre trazem uma mensagem de paz para que aquela tragédia jamais se repita.. Beijos!

    bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláá!
      siiim Tici! não sei o que é pior uma tradução ruim ou se for puro marketing desnecessário!
      Bom, eu realmente espero que nada do genero se repita... porque é duvidar da capacidade de aprender com os erros!

      um beeijo

      Excluir
  3. Lara, sua linda!
    Realmente acho que faltam livros que retratem o póes segunda guerra, a maioria deste tema aborda a própria segunda guerra e suas atrocidades! E com toda a certeza, o fim da guerra não foi o fim do preconceito, nem chegou perto disso! Acho que recolhemos esses cacos até hoje!
    Que feio essa tradução! Engana e vende.
    Beijos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláá!
      sim né?! queria que mais vitimas tivesse a coragem e o despreendimento de fazer seu relato... que devem ter CADA historia! não é?! o problema é que agora depois de tudo que o judeus sofreram... olha o que tão fazendo em gaza?? um absurdo!

      feio né?! achei que não precisava de Anne Frank no titulo... nem no orginal!

      um beeijo

      Excluir
  4. Oi Lara,
    Não conhecia o livro, mas achei interessante, por ele falar do pós-guerra, porém ainda assim não sei se leria, já que não costumo ler livros com esse tema.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      entendo.. afinal é um livro BEM pesado e triste! mas sou uma fã de autobiografias!

      um beeijo

      Excluir
  5. Desde que tive que fazer um seminário no meu 1° Ano sobre o Holocausto, o assunto nunca mais saiu da minha cabeça. Os judeus sofreram muito e, ainda hoje, quando a opinião pública mundial se vira não só contra Israel, mas contra os judeus, sinto o fantasmas daquela ideologia antissemitista da 2 Guerra Mundial parando sobre a nossa época....
    Gostei realmente desse livro, gostaria sim de ler o depoimento dessa guerreira. Muitos deviam ler esse livro, pra se conscientizarem melhor dos horrores daquela época e impedir que isso volte a acontecer!
    Adorei a resenha, parabéns!!

    Gostei muito de seu blog, estou seguindo! Quando puder dar uma visitinha lá no meu, ficarei muito feliz em te ter por lá!

    Abraços!!

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      Obrigada!
      siim, acho que segunda guerra desperta a curiosidade de muita gente no colégio. Desde vendo filmes... como lendo livros... relatos... acho que atiça a curiosidade de muita gente! Eu sou facinada em descobrir novas coisas dessa época!
      Mas o que Israel está fazendo, também é inaceitável, e não deixa de ser um genocídio entende?! Mas não culpo os Judeus, e sim um Estado ambicioso. É como culpar os Americanos pela Guerra no iraque... ao inves de um presidente sedento por petróleo.

      que bom que gostou! já dei uma passada por la sim!

      um beeijo

      Excluir
  6. Adorei a resenha! Parece ser mesmo um ótimo livro, com muita tensão. Fiquei curiosa, concordo que esse assunto atrai muito os leitores. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      que bom que gostou!
      é beeeem tenso o livro. do tipo que deixa-nos de coração partido!

      um beeeijo

      Excluir
  7. Quero ler esse livro pra ontem, eu sou muito fissurada nessas questões do holocausto e ver os relatos de uma sobrevivente é quase obrigatório. E ela ainda é minha xará! =D
    Beijos, Lara

    blogfalandodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Evaa!
      que bom que fico com vondade de ler!
      eu também sou fissurada... acho que já vi toooodos os filmes possiveis! :)
      SIM uma Eva que sobreviveu! se tiver pelo menos um terço da garra dessa mulher já te adimiro guria!

      ummm beeijo

      Excluir
  8. Olá, ainda não conhecia o livro, gostei da resenha e fiquei com vontade de lê-lo. É um assunto que desperta minha curiosidade.
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      aaaah que bom que te animei menina!
      sim... acho que atiça a curiosidade de muita gente

      um beeeijo

      Excluir
  9. Uaaau, que resenha! Adorei! Não conhecia o livro, mas parece ser ótimo... fiquei super curioso para ler agora hahaha =D

    Até mais!
    Math // de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      que bom que gostou!
      espero que consiga le-lo entao!
      é de cortar o coração :)

      um beeeijo

      Excluir
  10. Nossa eu P R E C I S O ler esse livro, sério.
    Sou apaixonada pela segunda guerra e
    acho que possui história fabulosas.
    Muito obrigada pela dica!

    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      aaah que bom que gostou!
      espero que tenha a oportunidade em breve! :)
      é uma historia super tocante!

      um beeijo

      Excluir
  11. Olá Lara! Excelente resenha. Encontrei com este livro na biblioteca uma vez, fiquei com vontade de ler, mas adiei a leitura, porque sabia que seria algo muito forte, muito triste. Já li vários livros sobre guerras, diários, e todos mostram o lado mais cruel do ser humano. Não sei você, mas quando termino este tipo de leitura, fico me perguntando se as pessoas mudaram de fato depois do holocausto. Milhares de pessoas no mundo ainda se assustam com relatos como este, mas quando tem algo acontecendo, quando tem uma população inteira sendo massacrada, como tem acontecido nos tempos atuais, os a países poderosos não fazem nada. Com certeza, atrocidades continuam sendo praticadas e no futuro, leremos ainda muitos relatos como este, o que é uma lástima. Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria!! Obrigada!
      Te entendo mulher, eu estou me enrolando para ler "A Bibliotecária de Auschwitz" justamente por ser pesadissima!
      acho que a mente das pessoas não mudou tanto, só acho que não tem um motivo que una todo esse "ódio" em uma unica direção... acho que foi esse o papel de Hitler, conseguiu fazer que a nação alemã devastada canalizasse seus pesares e colocassem a culpa em judeus. Entende?!
      não quis entrar nos méritos da fixa de gaza, que achei que ia dar muito pano pra manga, mas acho um absurdo o que está acontecendo. Se láááá tivesse um comércio de petróleo, APOSTO que estava o mundo inteiro se metendo! um absurdo! E no futuro são essas pessoas a relatar sua vivencia e chocar nosso filhos!

      um beeijo

      Excluir
  12. Nossa, não tinha ouvido falar desse livro antes. Adoro pesquisar e aprender sobre esse assunto, e por um lado é até engraçado o quanto nos interessamos pelo desastre, mas de pontos de vistas diferentes. Lógico, a guerra inteira foi completamente desumana, mas se pararmos pra pensar, teve grandes avanços científicos (não que a forma como isso foi obtido tenha sido correta). Enfim, tenho certeza que é uma história maravilhosa, e quero ler o mais rápido possível!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova de Divergente, vem conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim!
      mas Carol. Todas as guerras proporcional avanços absurdos na tecnologia, na medicina, nas ciencias... mas a que preço?! pra mim a melhor guerra foi a fria.. afinal os avanços foram tamanhos que até apareceu a corrida espacial no meio... mesmo assim ate hoje sentimos um terror de EUA e Russia... e seu poder perante o mundo!
      não interessa os avanços que venham... nenhuma guerra vale a pena!

      um beeeijo

      Excluir
  13. Ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas realmente parece ser algo bem forte e ao mesmo tempo que comove. Penso que leria essa obra sim. Agora concordo que falar que ela era irmã de Anne Frank, foi uma pura jogada de marketing apenas. rs

    Enfim, sobre o sorteio do qual você participou lá no meu blog: Não é obrigatório ter twitter para poder participar, a única obrigação realmente era preencher com um e-mail válido o campo "seu e-mail", o resto é chance adicional de ganhar, ok?

    thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLÁÁÁÁ!
      flá que bom que gostou! espero que leia e tire o mesmo proveito que eu!
      siiiim. aaah um marketing desnecessario, porque o livro ganha por si proprio!

      aaaaaag que bom, então estou participando! :)

      um beeeijo

      Excluir
  14. Ótima resenha, mas deve ser muito forte e marcante, não sei se teríamos coragem de ler, deve ser muito impressionante.

    Beijos

    http://www.onlyinspirations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláááá!
      é realmente um livro bem forte!
      que bom que gostaram meninas!

      um beeijo

      Excluir
  15. Amo esses assuntos, já assisti a vários documentários e li muito sobre, e este livro com certeza é um que eu quero ler!!

    http://inkedthais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláá!
      que bom que gostou! :)
      espero que leia mesmo!

      um beeijo

      Excluir
  16. Me chamou bastante a atenção, quero ler, não o conhecia ainda!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olaa!
      que bom te trazer novos livros então !
      um beeijo

      Excluir
  17. Olá Lara! Tudo bem?
    Não conhecia este livro e sua resenha me fez pensar um pouco mais sobre esta época de Segunda Guerra Mundial... Já li e adorei O Diário de Anne Frank e acho que poderei gosta deste livro.
    E sim, a realidade que nos é mostrada em obras como esta, nos surpreende cada dia mais.
    Beijinhoss
    T.P
    4 You Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olaaaa
      O diario de Anne é lindo!
      sempre que leio livro assim fico emocionada e supreendida com a humanidade! Espero que leia e que goste ainda mais que o diario mesmo!

      um beeijo

      Excluir
  18. Gostei da resenha Lara. O livro parece ser bem intenso, principalmente por conta do tema abordado. Quanto ao marketing infundado, nada mais é do que uma estratégia de venda. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olaaa Van!
      que bom que gostou!
      uma esratégia desnecessaria... pois o livro é bom por si só!

      um beeijo

      Excluir
  19. Como assim eu não conhecia esse livro? :O
    Sou apaixonada por livros históricos, especialmente os da segunda guerra mundial. O livro parece ser muito emocionante e com certeza eu vou ler.
    Amei sua resenha, Lara!^^
    Beijo

    http://canastraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Danii!
      eu também sou! :)
      que bom que gostou! o livro é de cortar o coração!
      espero que você goste menina

      um beeijo

      Excluir
  20. Eu não acredito que eu nunca tinha ouvido falar desse livro o.o Tenho certeza que é ótimo, com certeza a Segunda Guerra é muito impressionante e eu adoro livros que se passam nessa época. A parte da "irmã da Anne" deve ter sido marketing mesmo, mas só pelo quotes da para ver que isso não era necessário.
    Adorei sua resenha, beijoos,
    setimaondaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      aaah é super tocante! eu também amo essa temática. na real adoro livros historicos de qualquer jeito!

      um beeijo

      Excluir
  21. Oiee ^^
    Eu gosto muito de livros que se passam na segunda guerra mundial, por mais que todos eles sejam tristes. Acho que eu aprendi mais história com eles do que na escola...haha'
    Quero muito ler Depois de Auschwitz.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dryyyh!
      que bom que gostou!
      eu tambem adoro! É realmente eles acabam dando uma aula dos acontecimentos... que nenhum professor é capaz de transmitir... afinal não viveram tudo isso não é mesmo??

      um beeijo

      Excluir
  22. Olá Lara,

    Não conhecia esse livro e confesso que fiquei bem curioso em relação a ele, gosto do estilo e espero ler futuramente, ótima dica e resenha....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláááá!
      aaah, que bom que gostou! espero que consiga ler mesmo!
      obrigada !!

      um beeijo

      Excluir
  23. Não conhecia esse livro,
    sempre desejei ler o diário de Anne, mas devido ao preço excessivamente salgado estou adiando isso a bastante tempo.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      Meu irmão comprou o diario de Anne porque era leitura obrigatoria na escola.. acabei lendo por tabela.. mas é carinho msmo

      um beeijo

      Excluir
  24. Não conhecia o livro, já li O Diário de Anne Frank e eu particularmente adoro ler sobre o holocausto, apesar de ser extremamente triste.
    Ótima resenha.
    Beijos.

    http://minhasindecisoesblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláááá!
      que bom que gostou!
      eu tabem adoro esse estilo de leitura!

      um beeijo

      Excluir
  25. Preciso ler esse livro! Deve ser tão interessante quanto O Diário de Anne.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      sim é mesmo muito interessante!

      um beeijo

      Excluir
  26. Não conhecia e confesso que não gosto de livros assim , mas não custa nada tentar neh? Beijos

    www.brendacaroline.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláá!
      é acho que isso é gosto de cada um! :)

      um beeijo

      Excluir
  27. Eu estou louca para ler o diário de Anne Frank
    Adoro livros que falem da Guerra. O menino do pijama listrado é perfeito, e foi a partir dele que comecei a curtir livros do gênero *u*

    conclusoesnoturnas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      siim John Boyne conseguiu juntar a inocencia e ingenuidade de um menino em um tema tãããão pesado! eu amo esse livro ambem! :)

      um beeijo

      Excluir
  28. Respostas
    1. aahh!
      espero que confira-o em breve!

      um beeijo

      Excluir
  29. Não sabia do livro, nem sou de ler autobibliografia, mais esse me interessou, parece ser uma historia emocionante e linda.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olaaa!
      sim o que menos falta no livro é emoção! :)

      um beeijo

      Excluir
  30. Ótima resenha, com certeza lerei o livro! Amo Histórias com essa temática, Holocausto, judeus e tal. Até agora, acho que li só 3 livros (A menina que roubava livros, A mala da Hana, e Escondendo Edith) no tema. É tudo tão fascinante e triste TuT
    xx ♥ Clique aqui e participe do sorteio!
    ━━━━━━ •✺• Like a Rock Like a Roll •✺• ━━━━━━

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláá!
      que bom que gostou!!
      u tambem gosto... mesmo sendo muuito tristes!

      um beeijo

      Excluir
  31. Ai que tristeza :(
    Uma excelente história, sem dúvida!!!!
    Bjs!!!
    http://bibliotecariasprendadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cryyys!
      aah siim uma ótima historia... mas muito triste

      um beeijo

      Excluir
  32. oi ^^
    Eu adoro essa temática, são sempre livros que mexem profundamente comigo. Eu nunca li o diário de Anne Frank, mas tenho curiosidade. Na hora que vi que era um livro escrito pela irmã dela fiquei curiosa, depois vi o sobrenome e achei estranho, até que você explicou que não são irmãs de verdade. Acredito que foi tudo uma grande jogada de marketing, contudo acho que o livro tem suas qualidades e nem era necessário essa estratégia.
    Ps: gêmea, você precisa dar uma chance para A Seleção, é muito bom! ><

    Tem postagem nova no meu blog
    espero vc por lá!
    bjinhus

    Hey Dudi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Dudi!
      Ahhhhh! siim, que jogada de marketing desnecessaria... SÓ ISSO! eu adorei o livro e teria comprado mesmo sem ter nada escrito de Anne, sabe?!
      espero que voce tenha a oportunidade.
      assim que tiver oportunidade darei então E SE NÃO GOSTAR A CULPA VAI SER TODA SUA! E TE XINGAREI MUITO NO TWITTER!

      Um beeijo

      Excluir
  33. Oi, Flor! Tudo bom?
    Já quero dizer logo de cara, antes de ler a resenha que já estou com o coração na mão. Tudo que envolva o tempo da Guerra, principalmente Hitler e tudo o que aconteceu, me tiram o sono e me fazem chorar.
    Nossa, trata-se de uma autobiografia, o peso e a realidade é algo totalmente fora do normal, principalmente quando os relatos começam quando a separação é sentida pelos judeus, como ela disse, ao não ser chamada mais para festinhas.
    Você disse tudo na frase "Aos olhos de um estudioso o holocausto já é de fazer qualquer um desacreditar no amor ao próximo", porque eu mesma me pergunto como pode isso acontecer. Como alguém consegue controlar mil homens para entrar na casa de família e arrastá-las no meio da noite para um trem, no frio, independente de tudo, eu sempre fico chocada com qualquer história que eu leia sobre algo da época, e acho que se eu ler essa autobiografia, me acabo e acho que não vou conseguir dormir direito por semanas.
    Por mais que seja algo escrito de maneira simples, sei que é direto e recheado de realidade, sem nenhuma censura, ou medo de dizer o que aconteceu. O livro já está indo para a minha lista e assim que me sentir forte o bastante para essa leitura, sei que vou mergulhar de cabeça e só vou parar quando ler a última frase.

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feeeer !
      que bom que você gostou!
      sim, sempre penso no impacto disso tudo. fico chocada ao imaginar o mundo caçando pessoas pelo que acreditam... e nos dias de hoje, que tem gente que acredita na "Força" do Star Wars?! Eles seriam caçados também?! qual era a porra do critério?! não gostamos do diferente?! Se fosse assim o Brasil não existia... que aqui todo mundo é vira-lata!
      espero que você mergulho nesse relato, que é de cortar o coração!

      um beeijo

      Excluir
  34. Olá! Apesar de não ter lido O Diário de Anne Frank ainda, livros que falam sobre o Holocausto me chamam a atenção.

    Gostei de seu ponto de vista e acho que a tradução esteja sim, voltado para o Marketing...

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      que bom que te chama atenção tambééem me atrai! :)

      siim um marketing mentiroso e desnecessario!

      um beeijo

      Excluir
  35. Livros que temáticas de guerra sempre são tão fortes e tocantes
    Mas é uma das minhas leituras preferidas
    Gostei da dica
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláááá!
      que bom que gostou! :)
      são um tipo de leitura que mexe conosco não é mesmo??
      um beeijo

      Excluir
  36. Oiii!!!!!! Adorei a resenha. Pra começar pq eu sou fascinada pela segunda guerra (culpa do meu professor de história que tinha o dom de dar a aula como se tivesse presenciado a guerra). Mas ainda não conhecia o livro. Pq meu deus??? Tenho coleção de revistas e tudo mais do Hitler e essas coisas. E acho q a segunda guerra foi um horror, mas eu tenho uma fascinação por descobrir mais coisas, por entender mais o q houve por trás de toda a história. Não sou nazista e nem nada, kkkk. Só amante da história. E a segunda guerra tem um verdadeiro sem fim de história para contar. Ainda q trágica, mas história. (sou louca eu acho). Vou procurar esse livro e adicionar a minha lista sem fim de leituras q eu não dou conta. Ashuashua.
    Beijos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláááá!
      Giiih acho que os professores de história por ai, são culpados por taaantas coisas que atingiram nossa curiosidade, eu amo diversos assuntos... na real todos os assuntos que um determinado professor deu - e não era só porque ele era gato!
      eu não te acho nada louca, muito pelo contrário, me identifico com seu gosto. espero que você procure mesmo e fique de coração partido junto comigo!

      um beeijo

      Excluir
  37. Que interessante! Achava eu que Eva era realmente irmã da Anne. Assisti só ao filme do Diário de Anne Frank, e já havia me esquecido que sua irmã se chamava Margot.
    Com toda certeza vou colocar esse livro na lista de futuras leituras, depois do próprio Diário...

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá!
      É SUPER ENGANOSO ESSE TITULO NÃO É MESMO!?
      espero que leia e que goste mesmo!
      um beeeijo

      Excluir
  38. Nossa, deve ser muito emocionante este livro.. fiquei com vontade de ler!

    Beijos, Jell & Marcelo
    www.urbanoeretro.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pode apostar que é! :)

      se ler me conte!

      um beeijo

      Excluir
  39. Oi, Lara! Adorei a resenha!

    Ainda bem que você explicou direito a relação da Eva com a Anne pois eu já estava ficando confuso aqui, afinal eu sempre soube que só o Pai da Anne sobreviveu. Quanto ao livro me pareceu ser muito triste e tocante!

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tonyy!
      que bom que gostou! :)
      siim, esse título fico muito enganoso e confuso para quem conhece a historia de Anne!
      é de cortar o coração MESMO!

      um beeijo

      Excluir
  40. Lara como essas histórias de guerra nos tocam, né?
    saber que foi real é o mais impressionante! não conhecia, mas como o tema me atrai vou procurar o preço, quem sabe compro?
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim!
      essas historias entram de um jeito tão profundo em nós... como poucas coisas.
      espero que compre! e que se emocione tanto quanto eu!

      um beeijo

      Excluir
  41. Oi, Lara, tudo bem?
    Sim, esses livros chamam mesmo atenção do público, inclusive a minha, tanto que já li esse livro.
    Não gostei da questão do "irmã de Anne Frank". Eles adoram fazer esse tipo de coisa né, pra ajudar a vender...
    Adoro suas resenhas e os livros que vocês traz pra nós! Beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Tudo e contigo?
      hahaha e gostou?! :)
      aah, sim jogadas de marketing são sempre meio frustrantees!
      AAAAAAAAAAAAAH QUE BOM QUE VOCÊ GOSTA RO! fiquei super mega ultra contente!

      um beeeijão!

      Excluir
  42. Oi Lara!

    Então, é como você disse mesmo... Poucos assuntos agradam tanto quando Segunda Guerra Mundial, em qualquer idade. Imagino como foi sofrida a vida dessa moça. Eu sei porque meus avós são judeus refugiados, então...

    Beijos!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Ana!
      nossa! eles devem ter passado por tanta coisa! deve ser duro lembrar de tudo!
      mas que bom que para eles deu tudo 'certo' se não como estaria aqui conversando comigo ?! ahha! - desculpa a piadinha fiquei sem saber o que falar e com medo de falar besteira!

      um beeeijo

      Excluir
  43. Oi!
    Adoro história que envolvem a segunda guerra, não tinha conhecimento sobre este livro! Já está anotado para próximas leituras, a resenha ficou beeem bacana!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi !
      Que bom poder te mostrar algo novo!
      Espero que você goste!
      E muuito obrigada!

      um beeijo

      Excluir
  44. Nossa adoro! Curto muito livros com esses temas sobre guerra ou Holocausto. Não conhecia,mas me interessei. A imagem da capa me fez lembrar O menino do pijama listrado.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláááá que bom que você também gosta :)
      aah, essa capa me fez lembrar taaaantas coisas, mas o Menino do Pijama listrado não.
      Acho que quando imagino cena, vejo a docura com que Boyne escreveu sabe?! então não imagino a Auschwitz real... sabe?! haha

      um beeijo

      Excluir
  45. Quem leu o Diario de Anne e le a parte onde o livre é de sua irmão, fica tipo: haaaamm? haha Estou ansiosa para ler este livro!

    ResponderExcluir

Olá! Obrigada por dar uma passadinha por aqui, sua opinião e seu comentário são muito importantes para mim. Se você deixar um comentário construtivo pode ter certeza que retribuirei, mas se vier com apenas com um "estou seguindo" desista ok?! Um beeijo Lara e Rê! :)